Roger Waters No Divã E Nas Telas de Henrique Vieira Filho

Link para fotos de divulgaçãoClique Aqui Para Release em DOC

Para o Projeto Re-Arte, o Artista Plástico e Psicanalista Henrique Vieira Filho transforma em pinturas o álbum musical The Wall (Pink Floyd – Roger Waters):

Detalhes da Tela

Tela “Rio Wall” – nos detalhes, temos Roger Waters grafitando e Salvador Dali acobertando… Artista: Henrique Vieira Filho – obra na Europe 2018 Art Exhibition

Nas palavras do Terapeuta Henrique Vieira Filho:

¨_ Certas produções artísticas equivalem à soma de muitas aulas teóricas de Psicanálise…

É o caso da obra de Roger Waters, denominada “The Wall”, cujas músicas e vídeos criam um retrato vívido de como uma pessoa pode “emparedar” traumas, construindo uma “muralha emocional” que o separa/protege de seus sentimentos, impulsos e recordações.”

Clique Aqui e saiba mais sobre sistemas de defesa emocionais.

Title: The Wall Artist: Henrique Vieira Filho Mixed media on canvas Size: 120 x 80 cm -  47,25 x 31,5 inches

O Artista homenageia Roger Waters (Pink Floyd), retratado como o rosto que horroriza e de braços abertos na explosão de cores prismáticas que nos liberta do muro de nossos traumas.

O Artista homenageia Pink Floyd ressaltando a simbologia ambivalente do martelo (que tanto constrói, quanto destrói) e do muro (que protege, porém isola).

Title: Hammer March – Artist: Henrique Vieira Filho
Floyd ressaltando a simbologia ambivalente do martelo (que tanto constrói, quanto destrói) e do muro (que protege, porém isola).

De 10 a 19/10, o Projeto Re-Arte reabre a apresentação: “Músicas Em Tinta” – a visitação é mediante agendamento prévio – utilize o Whatsapp: +55 11 93800-1262

Projeto Re-Arte

O Projeto Re-Arte propõe o desafio artístico de RELEITURA de obras selecionadas dos próprios Artistas participantes e homenagens a grandes nomes das Artes.

É aberto a todos os ramos artísticos, propondo “Art Crossover” de estilos e formas de Artes distintas, cada qual sendo fonte de inspiração e objeto de releitura coletiva.

Música transposta em tela… Tela revisitada como escultura… História em Quadrinhos inspirando pinturas…

Ilustrações em papel tornadas pinturas em técnicas mistas..

E /ou vice-versa!

O Artista Plástico e Psicanalista Henrique Vieira Filho compartilha seu estúdio para o Projeto Re-Arte:

Re Arte

Músicas pintadas

Esculturas em telas

Versos que vertem tinta

Figurativo tornado abstrato

Cada Artista Re-Interpretando o outro

Nas palavras da crítica-suprema, Aracy Amaral, que interpreta o momento como sendo “crise” na Arte Contemporânea:

Artistas hoje são mais editores que criadores. Eles se apropriam de imagens de televisão, histórias em quadrinhos, de pequenos desenhos que saem nos meios de comunicação de massa, de celulares e editam formas.”

Sendo ou não “crise”, já está duradoura o suficiente para que seja admitida e estudada, bem como ter seu justo espaço junto às instituições oficiais voltadas às Artes.

Re Arte - Releitura Coletiva -Etapas criativas: o Psicanalista Henrique Vieira Filho e a Bióloga Monique Nunes combinam RELEITURAS de suas pinturas. Obras

Re Arte – Releitura Coletiva -Etapas criativas: o Psicanalista Henrique Vieira Filho e a Bióloga Monique Nunes combinam RELEITURAS de suas pinturas. Obras “Angel of Death” e “Cat Woman”, respectivamente

O Artista Plástico e Psicanalista Henrique Vieira Filho apresenta sua releitura das aquarelas da da Bióloga e Artista Plástica Monique Nunes

O Artista Plástico e Psicanalista Henrique Vieira Filho apresenta sua releitura das aquarelas da Bióloga e Artista Plástica Monique Nunes

PAGE_BREAK: PageBreak

O Projeto Re-Arte, organizado por Henrique Vieira Filho, propõe o desafio artístico de RELEITURA de obras selecionadas dos próprios Artistas participantes e homenagens a grandes nomes das Artes.

Teremos “Art Crossover” de estilos e formas de Artes distintas, cada qual sendo fonte de inspiração e objeto de releitura coletiva.

Música transposta em tela… Tela revisitada como escultura… História em Quadrinhos inspirando pinturas..

Ilustrações em papel tornadas pinturas em técnicas mistas..

E /ou vice-versa!

Toda primeira segunda-feira de cada mês, as Obras resultantes serão gradativamente expostas ao público (entrada franca), no interativo formato adotado pelo Movimento Slow Art

A visitação é mediante agendamento prévio (grupos propositadamente limitados a um máximo de quatro participantes por vez). Utilize o Whatsapp: +55 11 93800-1262

Para saber mais:

Agende sua exclusiva:

Alameda Santos, 211 cj 1411 – São Paulo – SP – CEP 01419-000

www.henriquevieirafilho.com.br[email protected]

+55 11 93800-1262

Processo Criativo – Re-Arte – Releituras Coletivas

Clique e baixe o release em DOC

Etapas criativas: o Psicanalista Henrique Vieira Filho e a Bióloga Monique Nunes combinam RELEITURAS de suas pinturas para o Projeto Re-Arte:

Os Artista Plásticos Henrique Vieira Filho e Monique Nunes se encontram para o Projeto Re-Arte: obras "Angel of Death" e "Cat Woman", respectivamente

Os Artistas Plásticos Henrique Vieira Filho e Monique Nunes se encontram para o Projeto Re-Arte: obras “Angel of Death” e “Cat Woman”, respectivamente

As etapas iniciais do processo criativo do Artista Plástico Henrique Vieira Filho envolvem pintura corporal caracterização de personagem e sessões fotográficas em seu estúdio, gerando materiais de base para sua pintura em tela.

Sob a direção de Henrique Vieira Filho, a Artista Plástica Monique Nunes encarna a personagem de suas próprias aquarelas

Sob a direção de Henrique Vieira Filho, a Artista Plástica Monique Nunes encarna a personagem de suas próprias aquarelas.

Por ser Bióloga e admiradora de felinos, com os quais interagiu na na África do Sul (Cheetah Outreach), Henrique optou por lhe estampar como um Guepardo:

 

Henrique: “_ Como Psicanalista, as aquarelas da Monique, com a sensualidade e a simbologia arquetípica do gato prontamente prenderam minha atenção. E, como Artista Plástico, a tonalidade sépia e a temática “pin up” me cativaram. Por isso, escolhi esta Arte para fazer a RELEITURA!”.

Re Arte
Músicas pintadas
Esculturas em telas
Versos que vertem tinta
Figurativo tornado abstrato
Cada Artista Re-Interpretando o outro

 

Monique:

“_ Sempre admirei as Artes mexicanas relacionadas ao “Dia De Los Muertos”, tanto é que tenho uma tatuagem nesse estilo! Por isso, dentre as telas do Henrique, esta foi a que escolhi!”.

Música transposta em tela…
Tela revisitada como escultura…
História em Quadrinhos inspirando pinturas..

Ilustrações em papel tornadas pinturas em técnicas mistas…

E /ou vice-versa!

Nas próximas semanas, publicaremos o andamento das Artes e, ao na sequência do Projeto Re-Arte, as obras dos diversos Artistas ficarão em Exposição na Sociedade Das Artes.

Para saber mais:

Agende sua exclusiva com os Artistas:

Alameda Santos, 211 cj 1411
São Paulo – SP – CEP 01419-000
www.henriquevieirafilho.com.br
[email protected]
+55 11 93800-1262

Projeto Re-Arte – 1a Fase

Clique para download do release em DOC

O Artista Plástico e Psicanalista Henrique Vieira Filho abre seu atelier de 06 a 09/08 para a 1a etapa do Projeto Re-Arte:

Releituras De Esculturas Em Telas - Artista: Henrique Vieira Filho
Releituras De Esculturas Em Telas – Artista: Henrique Vieira Filho

 Em homenagem ao Dia Da Paz (data da explosão em Hiroshima) e aos 110 Anos da Imigração Japonesa, destaca-se: 
Re-Arte: Esculturas Em Releitura Sobre Tela
Re-Arte: Esculturas Em Releitura Sobre Tela
“Estátua Da Paz”,do Escultor Seibou Kitamura e tela “!000 Tsurus”, do Artista Plástico Henrique Vieira Filho

Estátua Da Paz”, do escultor Seibou Kitamura e (data das explosões em Hiroshima e Nagazaki) e sua releitura na tela “1000 Tsurus”, do Artista Henrique Vieira Filho:
 Tela “Sadako”, do Artista Henrique Vieira Filho
“Monumento das Crianças à Paz” (Torre dos Tsurus), de 1958, instalada no Parque da Paz, em Hiroshima, que eterniza a pequena Sadako Sasaki e sua releitura na tela “Sadako”, do Artista Henrique Vieira Filho:

“Monumento das Crianças à Paz” (Torre dos Tsurus), de 1958, instalada no Parque da Paz, em Hiroshima, que eterniza a pequena Sadako Sasaki e sua releitura na tela “Sadako”, do Artista Henrique Vieira Filho:
 
A visitação é mediante agendamento prévio (grupos propositadamente limitados a um máximo de quatro participantes por vez). Entrada franca.

Sem burocracia, utilize o Whatsapp: +55 11 93800-1262

Alameda Santos, 211 cj 1411

São Paulo – SP – CEP 01419-000

 
Para saber mais:

Ler maisProjeto Re-Arte – 1a Fase

Arte Para Os 110 Anos Da Imigração Japonesa

Processo criativo do Artista Henrique Vieira Filho
Processo criativo do Artista Henrique Vieira Filho

Com entrada franca, neste dia 18/06 (data comemorativa da imigração), o Artista Henrique Vieira Filho  expõe suas telas com temática japonesa e suas esculturas origamisPocket Exhibition 110 Mil Tsurus – Alameda Santos, 211 – São Paulo – SP).
 Release completo: Clique Aqui Para Baixar o arquivo em formato DOC ou Clique Aqui Para Visualizar Online
No formato Slow ArtHenrique Vieira Filho recepciona grupos de até 06 participantes (por vez…), com os quais interage e convida à pintura coletiva da escultura origami gigante.
A Pocket Exhibition 110 Mil Tsurus transcorre somente nesta 2a feira, abrindo uma sequência de Exposições a serem realizadas em agosto, em atenção ao Dia da Paz (data da explosão atômica em Hiroshima).
Pocket Exhibition 110 Mil Tsurus, com o Artista Henrique Vieira Filho
Pocket Exhibition 110 Mil Tsurus, com o Artista Henrique Vieira Filho, em homenagem aos 110 Anos da Imigração Japonesa

[add_single_eventon id=”971″ ]
[Best_Wordpress_Gallery id=”6″ gal_title=”110 Mil Tsurus”]

Pocket Exhibition 110 Mil Tsurus

Henrique Vieira Filho - Arte e Terapia

Pocket Exhibition 110 Mil Tsurus, com o Artista Henrique Vieira Filho
Pocket Exhibition 110 Mil Tsurus, com o Artista Henrique Vieira Filho, em homenagem aos 110 Anos da Imigração Japonesa

   Release completo: Clique Aqui Para Baixar o arquivo em formato DOC ou Clique Aqui Para Visualizar Online
     Faz um ano, retornando de suas exposições em Miami, Barcelona, Porto, Cascais e Liechtenstein e Viena, o Artista Henrique Vieira Filho apresentou novas telas, tendo como elo, a tradição japonesa de dobraduras de papel (origami) em forma de tsurus (aves grous, assemelhadas às garças).
Pela primeira vez, o Artista apresentara ao público suas esculturas, cuja técnica mista inusitada, une a beleza e textura de suas telas ao formato tridimensional, no que denomina Esculturas Origamis, obras apresentadas em tamanhos diversos, confeccionadas em tecido de algodão parcialmente enrijecido. Sua calculada elasticidade possibilita a quem adquirir as peças aplicar leves modelagens na escultura, tornando-se co-criador da Arte.
Para 2018, a Pocket Exhibition 110 Mil Tsurus homenageia os 110 anos da Imigração Japonesa, que será comemorada neste dia 18 de junho de 2018.
Além das telas e esculturas do Artista Henrique Vieira Filho, o público participará ativamente da instalação, pintando coletivamente a escultura de mais de dois metros de um enorme Tsuru.
Uma oficina de ensino de origamis orientará a quem desejar fazer suas dobraduras, podendo levar uma de lembrança e somar as demais que dobraram, aos lotes de mil que serão encaminhados ao projeto Mil Tsurus Por Um Desejo, que está prestes a completar mais de 110 mil origamis!
Convidamos a todos para conhecer as bela telas de Henrique Vieira Filho, que colorem tsurus, a paz e empoderam o feminino nipo-brasileiro.
110 MIL TSURUS
18 de Junho – 17 às 20hs
Na HVFArtes – Alameda Santos, 211
São Paulo – SP
Maiores informações: 
[add_single_eventon id=”971″ ]

Fabiana Vieira
www.hvfartes.com.br
[email protected]
WhatsApp – 11 – 93800-1262

Alguma Obras De Henrique Vieira Filho Presentes À Pocket Exhibition 110 Mil Tsurus

 
[Best_Wordpress_Gallery id=”5″ gal_title=”110 Mil Tsurus”]

A História Que Inspirou O Artista Henrique Vieira Filho

Aquele que dobrar mil tsurus terá seu desejo atendido

Esta lenda deu esperanças à pequena Sadako Sasaki, vítima tardia dos efeitos das bombas lançadas em Hiroshima e Nagasaki.

Hospitalizada, a menina dedicou-se aos origamis, desejando a paz e o restabelecimento de todas as vítimas. Ainda que tenha falecido antes de completar a empreitada, sua história inspirou o país e o mundo, revitalizando a tradição dos Mil Tsurus.
Todos os anos, milhares e milhares de tsurus de papel colorido são enviados de toda parte do Japão e do mundo, sendo depositados junto ao “Monumento das Crianças à Paz” (Torre dos Tsurus), de 1958, instalada no Parque da Paz, em Hiroshima, que eterniza a pequena Sadako Sasaki tendo um grande tsuru dourado em suas mãos.
oaODoQyGSOEHbCczmjiszh4Et3IMyyV0gaSBdF068wdL0td8fhlDL2UGmI es yyvaYVws2048
Esta bela obra se soma a “Estátua Da Paz”, no Parque da Paz, de Nagasaki, onde os tsurus se unem ao colosso do escultor Seibou Kitamura, que medita e vigia quanto à ameaça nuclear, ao mesmo tempo em que acena com a esperança e se prontifica a socorrer as vítimas.
Dj5vIR1BZ FdsJMsOsDs7pV8wHrkzKoDbxdIbon Eb6y6QGoHV0FE5C Bc9mD6WgfVgpTgs2048
Todo dia 06 de agosto (data da primeira explosão), o Japão dedica à PAZ, onde podemos honrar os desejos da pequena Sadako:
_ “Eu escreverei paz em suas asas e você voará o mundo inteiro”.
_ “Este é o nosso Grito. Esta é a nossa oração: Paz no Mundo”.
 

A Idealização Da Homenagem Aos 110 Anos da Imigração Japonesa

De longa data, o Artista Henrique Vieira Filho, admira a determinação do povo japonês, seu respeito às tradições milenares e às belas histórias de sua mitologia.
Incentivado por sua filha de dez anos, Luiza (que estudou na Escola Roberto Norio, de tradição japonesa), que tanto adora origamis e, considerando a proximidade do Dia Da Paz, em agosto, o Artista desenvolveu uma série de telas e esculturas, que tem como ponto em comum, os Tsurus e pretende que os mesmos sejam revertidos em prol de entidades beneficentes.
Cada obra é realizada em forma de gravuras, em séries de oito originais de cada, devidamente, registrados, certificados e assinados pelo Artista, no tamanho de 80 x 120 cm.
O processo criativo envolve sessões de fotos com modelos reais, trabalhados com pintura corporal e arte digital, em poses homenageando as icônicas estátuas de Hiroshima e Nagasaki, sendo que algumas apresentarão, literalmente, mil tsurus, individualizados, ora em pose, ora tamanho, ora cores.
As esculturas, serão em tamanhos variando de 20 cm a 240 cm, em tecidos enrijecidos ou fibergrass, apresentando Tsurus estilizados como origamis.
Todas as obras são ricas em cores, como já é tradição nas Artes de Henrique Vieira Filho e estão, no momento, em pleno processo criativo, podendo novas instituições participantes sugerir paletas, logotipos e até mesmo, pessoas a serem retratadas nesta temática.
Paralelamente, instalações com oficinas de origami se encarregarão de lotes de mil tsurus, que serão presenteados a crianças que estejam hospitalizadas, em homenagem a esta bela tradição.
Certos de sua atenção, estamos à disposição para esclarecer o que desejarem e convidamos a agendam uma visita à HVF Artes, onde conhecerão pessoalmente parte do acervo do Artista.
Boa Exposição para todos!
 

Processos Criativos E Making Of

E5 u0BvYfD6HhjOjtR7aFb51DBO1UAHIYONWk8Jugp5L1Ye5WnIrq6xyuxVM01 Jq1PAnws2048
Title: Hope
Artist: Henrique Vieira Filho
Mixed media on canvas
Size: 80 x 120 cm (31,5 x 47,25 inches)
Year: 2017
Apdd4UZ0YuDldiM6Lqso6vBIRKfO DFhcEOd75Q96eqkwBdMH6d7qutqKCTgv90S8v5B3ws2048
Artista: Henrique Vieira Filho
Obra “Hope”
Esta tela homenageia as icônicas estátuas de Nagasaki e Hiroshima, unindo a pose de uma ao tsuru aramado da outra.
2MeCQbK acvrm0p6Ls00TSdqs1y4x xTixCquk7xBbZQGqkpcg8XDTWJeJtWoytTXIc9zAs2048
clUv4AYNXDpFH55RavF1Q6p9FvDl9FOBBF PjCEoi BJqcB7hE m2iKsBZ5Z89Obg1PFPws2048
Esculturas Tsurus, em tamanhos e cores variadas, todas com as texturas e cores dos já consagradas telas de Henrique Vieira Filho, confeccionados em tela, moldados à mão e  enrijecidos com resina.
bY XowRaDISP0Sz4qb3PEEy0OQEFUEemSa Z1JyGmHGrnfgURQtJekdF4jfDnaVLdReGIAs2048
O Artista Henrique Vieira Filho, junto à tela “Hope”, tendo à mão, Esculturas Tsurus.
A escultura da imagem a seguir mede cerca de 2,40 m (da ponta de uma asa, à outra) e foi objeto de pintura coletiva, durante a instalação da exposição do dia 06 de agosto de 2017.
qjUxRTzOFEKBe m8v6VET NBI5 DQzlGgLtReCKi5GiyPxHOZC98TjlM0F45YIx6g5Ud2gs2048
p6RMOryVSn69qkedPETn3SOLeyusrRFSe79Z7 EIfP2 nTG7Q2mvAC l3CCaF9kEiNBZAs2048
Instalações, que podem ser públicas ou privadas, com performance de modelos e sessões fotográficas, que servem de inspiração para as próximas telas, sendo parte do processo criativo do Artista Henrique Vieira Filho.
25yksmpK bTMwmt6xgtY7TGBYdNJMZQCwmWYTaPIkjTTxXV6v1ykUZqR2SBHE8Y1u04QQAs2048
A pintura corporal é uma das marcas registradas do Artista Henrique Vieira Filho e constituem uma das etapas acessórias a inspirar as obras.
C6EalWp0aAshwBtY1AMa6zbFARKYHc3rhnexWxBoFJAstEA5opPFQVz6mbighszUBd6Tfgs2048
VBIprjVRzylnvNzAL2f AhlsbLUtGzDnJ18 LPfEgn98 Q k4fOxzSBHFYiMsXDKVloenAs2048
Instalações, que podem ser públicas ou privadas, com performance de modelos e sessões fotográficas, que servem de inspiração para as próximas obras, sendo parte do processo criativo do Artista Henrique Vieira Filho.
Hh 12sWO99kDPm0HejnU1KrRUSovdF2N46cEQl4R8M7n2GoeiKPHWlRCjACCcxeZdzW6sAs2048
Instalações, que podem ser públicas ou privadas, com performance de modelos e sessões fotográficas, que servem de inspiração para as próximas telas, sendo parte do processo criativo do Artista Henrique Vieira Filho.
Na imagem a seguir, o Artista já iniciou seu processo de pintura, testando as primeiras intervenções para a criação de uma próxima tela.
Fb5mbXlMODnCiWCHbEVek2wyxlzgQLzr2AjKv5r3IOGSOkg7TDFlUJU U2 GWvTa3dDKUws2048
Yn5RCCGYwzIVe69oSzecpKc4bIGt7sNgS 0UgDo2rm0Ot08jNGAV7DJ62DBR5Gz bkb4zQs2048
Aqui, o Artista Henrique Vieira Filho, aplica cores, texturas e desenhos, inserindo Mil (literalmente…) Tsurus nesta tela.
86z5p3nb79Rqe5iiuTZecJBgrewPkF76ODU To5j5rUggMbIrHziM151pHEWZuTkXN6B6As2048
Title: Mermaid Ningyo
Artist: Henrique Vieira Filho
Mixed media on canvas
Size: 80 x 120 cm (31,5 x 47,25 inches)
Year: 2017

Nesta obra, o Artista Henrique Vieira Filho homenageia ao Japão, retratando esta personagem mitológica das lendas nipônicas.
5zc7bJyTOXi7yV1HzufzWzH8U2SANKaTBxepKfsHZdDJfzfvxFS8uLO tOwsLcIp4nfrCws2048