Vinho, Café E Cultura

Henrique Vieira Filho e a Cia. Teatral Patoktak

Neste artigo para o Jornal O Serrano, Henrique Vieira Filho fala da importância econômica do Turismo Cultural e de Experiência, citando Londres, Paris, o passado histórico do Turismo de Saúde e Bem-Estar de Serra Negra e convida a prestigiar o Cabernet Literário, que une literatura, gastronomia e degustação de vinho.
Publicado resumido no Jornal O SERRANO, Nº 6379, de 03/11//2023
Cite:
Vieira Filho, H. (2023). Vinho, Café E Cultura. Jornal O serrano, CXV(6379). https://doi.org/10.5281/zenodo.10051166

Henrique Vieira Filho e a Cia. Teatral Patoktak

Henrique Vieira Filho e a Cia. Teatral Patoktak

Sempre entre as campeãs no ranking mundial, Paris e Londres movimentam só com o turismo cerca de US$90 bilhões ao ano!

E isso não se deve às suas belezas naturais e sim aos seus mais de 1100 teatros, 400 museus e 200 galerias de arte, ou seja, sabiamente investem no Turismo Cultural, que atrai clientes com elevado poder aquisitivo e sustentam uma infinidade de postos de trabalho.

Nos últimos anos, nossa região se acomodou no setor de compras, esquecendo seu glorioso passado no turismo de saúde e bem-estar (hidroterapia, spas), que ainda tem um enorme potencial econômico.

E mal arranhou a superfície de tudo o que ainda podemos desenvolver no campo da “experiência turística cultural”, que gera impressões memoráveis (e “instagramáveis”), estabelecendo um vínculo emocional muito mais profundo do que o simples prazer de ter comprado uma “lembrancinha”.

Minha esperança se renova quando me deparo com iniciativas como a do Cabernet Literário, que reunirá um seleto grupo para apreciar um delicioso conto (spoiler: uma alta executiva global é trazida de volta às suas raízes serranas pelo aroma do café). 

A própria escritora, Katia Parente, fará a apresentação, que inclui degustação de vinho e a gastronomia do recém inaugurado Serra Dos Sicalis e que terá como pano de fundo algumas de minhas pinturas ilustrando o tema.

Assista ao vídeo com o processo criativo da pintura “Goddess Libera”

Henrique Vieira Filho e a deusa do vinho “Goddess Libera” (óleo sobre tela)

Processo criativo da arte “Goddess Libera”:

Sessão de fotos – Processo criativo
Assista ao vídeo com o processo criativo

Eu mesmo tive a feliz oportunidade de realizar algo semelhante, em São Paulo: fiz um crônica e uma pintura inspiradas na gastronomia da chef vegana Damodara, que por sua vez, serviu pratos baseados nas minhas telas, tudo harmonizado pelo sommelier Luiz Mota, que serviu as taças enquanto o grupo teatral Patoktak interpretou bacantes trazendo minha pintura da clássica cena mitológica em que o rei Penteu é dominado pela fúria das sacerdotisas de Dionísio (Baco). 

Assista ao vídeo onde bacantes da Cia. Patoktak intervém sobre Henrique Vieira Filho, no papel de Penteu:

Assim é o turismo cultural: eventos que criam experiências e memórias inesquecíveis aos participantes e faz girar até mesmo a economia popular, com oportunidades para recepcionistas, garçons, cozinheiros, motoristas, hospedagens, etc.

Por tudo isso, deixo o convite para prestigiarem os empreendedores da nossa região: Cabernet Literário – dia 18/11, em Serra Negra / SP – reserve com antecedência – (19) 99720-5991

https://www.cabernetliterario.com.br/